Compras em TI: 7 dicas para não errar!

28/02/2023

Investir em tecnologia é necessário. Não há o que debater sobre isso, não importa em qual segmento a sua empresa atue. Contudo, nem sempre é fácil para uma companhia fazer boas compras em TI.

Isso ocorre por uma série de fatores, como a falta de experiência dos profissionais do setor de compras na hora de pesquisar pelos melhores fornecedores.

Evite que as compras de TI se tornem um desperdício de capital

1. Invista em consultoria

É muito importante que os profissionais do setor de compras consigam assumir a possibilidade de não dominarem determinado assunto, como TI.

Dessa forma, essas pessoas admitem a chance de conversarem com consultores especializados sobre o tema — esses profissionais são essenciais para entender novos mercados e tecnologias.

Um consultor é bem diferente de um vendedor. Vendedores sabem muito sobre o produto que comercializam. Consultores, por sua vez, conhecem a tecnologia que vendem e qual a melhor forma de adequá-las a sua empresa.

Para acertar nas compras em TI, é importante verificar se o fornecedor tem com consultores para implementar a ferramenta, pois eles conseguem contextualizar as características da tecnologia para o dia a dia da empresa interessada.

“A consultoria faz uma reunião para entender qual o cenário atual do cliente e as suas demandas específicas, as mais urgentes etc. Dessa forma, a implementação da ferramenta é feita de maneira mais organizada e eficiente. Oferecemos apoio total da consultoria até o cliente começar a usar o TOPdesk. Só aí entrará em cena o time de suporte”, esclarece Gustavo Fleury, consultor da TOPdesk.

Os consultores podem ajudar sua empresa a economizar muito dinheiro nesse processo. Não são raros os casos em que a companhia está disposta a adquirir soluções muito mais complexas do que aquilo que realmente precisa.

2. Verifique a reputação do fornecedor

Empresas B2B precisam ter uma reputação impecável para se manterem no mercado. No setor de compras de TI, não é diferente. Então, verifique junto a gestores de outras empresas o nível de satisfação deles com a marca ou solução contratada.

É claro que, nem sempre, as queixas são justas. Há a possibilidade de o contratante não estar satisfeito por não ter processos devidamente estruturados, mas, ainda assim, é bom coletar essas informações.

3. Entenda a capacidade de atendimento do fornecedor

Questione o fornecedor sobre o tamanho do seu time de atendimento, sobre a qualificação dessas pessoas, sobre os canais etc.

Será que os atendentes conseguirão conversar com os profissionais de TI da sua empresa? Eles conhecem em profundidade a solução que representam?

Responder essas perguntas é importante para que a sua marca tenha certeza de que terá o suporte adequado, caso precise.

4. Identifique os níveis de SLA oferecidos

Pegando carona no tópico anterior, verifique junto às empresas fornecedoras quais são os níveis de SLA que elas oferecem. Depois, veja junto com o seu time de TI se esses níveis são aceitáveis dentro da realidade do setor.

5. Entenda as demandas de todos os setores envolvidos

As compras em TI não devem ser decisões autoritárias. Um setor entende que determinado segmento está ineficiente e, logo, o sistema usado deve ser trocado.

Esse tipo de troca tem um impacto na rotina dos operadores e dos usuários, então, é importante consultá-los.

Por ser uma aquisição de tecnologia, o time de TI precisa ser consultado. Ao mesmo tempo, o time financeiro precisa aprovar a compra, verificando se ela está dentro do planejamento da empresa.

Como vimos, trata-se de um trabalho interno de equipe, em que cada setor precisa entender e respeitar as demandas do outro, com o único objetivo de melhorar a qualidade dos processos.

6. Verifique o grau de personalização da ferramenta

É muito importante que o sistema escolhido seja capaz de se adequar à sua empresa. Normalmente, o que acontece é o contrário: a empresa ter que mudar processos antigos para se adequar à ferramenta, o que não costuma dar certo. Por isso, questione a marca sobre as possibilidades de personalização, explicando como a sua empresa trabalha.

As soluções TOPdesk, por exemplo, são completamente personalizáveis. Além disso, podem ser integradas de forma nativa a outros 90 softwares empresariais.

Também disponibilizamos uma API para que nossos clientes criem personalizações, de acordo com as suas necessidades.

TESTE GRÁTIS A SOLUÇÃO TOPDESK!

7. Identifique a vida útil dessas soluções

O que vai acontecer com a solução contratada quando a sua empresa crescer? Ela é capaz de atender essa nova demanda? A marca oferece escalabilidade?

Compreender isso é importante, pois as compras em TI não devem apenas atender às demandas de curto prazo. Como estamos falando de tecnologia, a empresa precisa estar se preparando para o crescimento que virá — e todos os seus parceiros de negócios devem atender a esse planejamento.

Entender esses sete pontos fará com que o seu time de compras acerte na hora de fazer as compras em TI, mesmo que essa seja a primeira vez que esses profissionais estejam lidando com esse tema.

Quer conhecer melhor a TOPdesk? Baixe nosso e-book com nossos cases de sucesso e veja as marcas que recomendam nossas soluções.

Você também pode solicitar um ambiente de teste e conhecer nosso software na prática! Faça um teste gratuito por 30 dias com o software TOPdesk e veja os ganhos à sua empresa!

Mais sobre este tópico

Orçamento de TI: entenda o que é e os erros comuns ao fazê-lo!

Um estudo publicado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostra que o orçamento de TI...

O que é ITSM? Conheça o Sistema e os Benefícios para seu Negócio

No mundo corporativo atual, no qual a tecnologia se faz cada vez mais presente,...

ITSM e Inteligência Artificial — Conheça as Vantagens Dessa Integração Para o Negócio

Automatizar tarefas de forma eficiente e aprimorar a tomada de decisões baseada em dados estão entre as vantagens de integrar ITSM e Inteligência Artificial. Confira outras oportunidades e benefícios para o seu negócio.